24 abril 2013

3 REGRAS DE COMO CONSTRUIR UMA MARCA


 por 

As muitas informações que nossos olhos vêem, são processadas por nossa mente, que em questões de segundos, avalia, filtra e através de um processo natural, decide se elas ficarão ou não gravadas em nosso subconsciente. Assim, uma simples imagem gravada torna-se a informação mais importante que acabamos armazenando em nossa memória a respeito de um determinado acontecimento, pessoa ou empresa.

Como somos guiados pela nossa percepção, com o tempo, as informações armazenadas, acabam se transformando de simples referência a algo realmente significante sobre o que acontecimentos, pessoas ou empresas representam para nós.
Devemos, portanto, ter muito cuidado com tudo que empresas, marcas ou produtos possam estar transmitindo ao público. É através da construção de uma identidade visual forte e única que podemos conquistar facilmente o cliente, deixando de perder oportunidades únicas de se construir imagens positivas dos serviços prestados ou dos produtos comercializados.

Acabamos descobrindo que a imagem de uma empresa construída na cabeça das pessoas torna-se mais forte do que a própria empresa. Veja a seguir, 3 regras simples, que na verdade são o segredo do sucesso de muitas empresas na construção de suas identidades.
1. O cartão de visitas é a fachada dos seus serviços.
Aquilo que se passa em um cartão de visitas, transmite claramente a imagem que as pessoas terão de uma empresa. Moderna ou antiquada, atualizada ou retrógrada, limpa ou confusa, completa ou remediada , profissional ou amadora. Tudo estará comunicado nas entrelinhas. Quem, por exemplo, não acabou procurando os serviços de um advogado de quem nem se recordava muito bem, mas que algum tempo atrás lhe entregou um cartão de visitas lindíssimo?
2. A fachada é a embalagem de sua empresa
Ao se olhar a fachada de uma determinada empresa, pode-se normalmente imaginar qual é o nível de qualidade dos serviços ou produtos por ela oferecidos. O estilo arquitetônico, o cuidado com a comunicação, a eficiência da sinalização, a aparência geral, a localização, a manutenção ou os tipos e a quantidade de carros parados na frente, são signos que fatalmente estarão comunicando aos clientes muito daquilo que uma empresa, uma loja, ou uma escola apresenta no seu interior. Você nunca acabou marcando uma consulta com um médico que você nem conhecia direito, só porque atendia em uma clínica moderníssima ou andou comprando em uma loja, só porque a sua fachada era moderna e encantadora?
3. A embalagem é o cartão de vista de seu produto.
Cada vez mais os produtos tornam-se parecidos. As lojas e supermercados, estão cada vez maiores e mesmo assim, não comportam tamanha diversidade de marcas e produtos. A publicidade é proibitiva à maioria dos produtos nas prateleiras e mais de 80% das pessoas decidem no ponto-de-venda se vão comprar ou não, um determinado produto. Dentro deste cenário, as embalagens e os displays empenham papeis fundamentais na decisão de compra. Quantas vezes já nos pegamos comprando produtos que muitas vezes nem precisávamos comprar, somente por causa de embalagens atraentes e displays revolucionários?
Os profissionais, empresas e produtos em questão, com certeza, oferecem uma qualidade real para quem os procura. Essa qualidade não seria tão claramente difundida, mesmo antes de testada, sem uma preocupação estética por trás, ou seja, um bom design gráfico aplicado no cartão de visitas, no design de ambientes da clínica e da loja, assim como nas embalagens e nos displays atraentes.
A preocupação e o cuidado de uma empresa ou de um profissional com a sua identidade visual torna claro seu profissionalismo, seu posicionamento global com a qualidade e é traduzida como uma extensão da qualidade de seus produtos e de seus serviços. Portanto, não subestime seu público e analise como está a aplicação da marca da sua empresa.
Dê uma olhada na fachada de sua loja, nos impressos, nos uniformes e nas embalagens. Pense: Sua marca é atual? Ela transmite exatamente o que é sua empresa? Ela é padronizada? Apresenta o mesmo desenho e as mesmas cores em todas as suas aplicações? Lembre-se: Você tem apenas uma chance para causar uma boa primeira impressão!
Por Luiz Renato Roble E Raquel de Araújo Da Datamaker Design

Nenhum comentário:

Postar um comentário