11 fevereiro 2014

Como escolher o melhor papel para o seu Cartão de Visitas

Escolher o papel certo para um cartão de visitas pode ser uma tarefa bastante desafiadora. A maioria das pessoas vai até a gráfica e acaba escolhendo ao acaso, esperando e torcendo que tudo vá correr bem, ou ainda, deixa que a própria gráfica tome a decisão. No entanto, escolher o papel mais adequado ao seu serviço/personalidade é o primeiro passo para fazer um belo e profissional cartão de visitas. Isto é muito importante e deve ser pensado e levado a sério.
Veja a seguir, algumas coisas a considerar ao escolher o material certo para o seu cartão de visitas:

1) Considerações Preliminares
As especificações do seu cartão vão depender muito de uma combinação de fatores: o design, as cores, o tipo de impressão que você quer, e seu orçamento. O seu cartão é cheio de grafismos, ou será que apresenta apenas um projeto básico e alguns elementos textuais? Você quer utilizar um ou os dois lados? Que tipo de negócio que você precisa para promover com isso? Qual o tempo de vida esperado para o seu cartão? Como regra geral, para cartões de visita você deve pegar um papel mais grosso, mas a espessura em alguns casos não faz muita diferença, principalmente se você considerar as suas reais necessidades antes de fazer a sua escolha visando um custo mais baixo.

2) Espessura e gramatura do seu cartão
A gramatura mais comum e mais recomendada para cartões de visita é acima de 200gr. Isso porque você não quer seu lindo cartão na mão de alguém que dobre, amasse e não o use, né? Recomenda-se um cartão que seja difícil de dobrar, pois os cartões são mais duráveis ​​nos bolsos. Escolha um papel que tenha um bom peso e espessura, assim ele será notado pelas pessoas as quais você irá entregar. Aliando isso, com o design dele, é claro, as pessoas terão pena de jogar fora ou de nem ler direito, dando assim, muito mais atenção e elogiando seu ótimo trabalho.
3) Acabamento
O cartão é classificado pelo seu revestimento, o que influencia diretamente o seu grau de refletividade. O “glossy” é altamente reflexivo e é excelente para reter detalhes e saturação. Este tipo de acabamento é ótimo para impressão de alta definição, mas não é tão grande para materiais destinados à manipulação e leitura. O “matte” (ou fosco), pelo contrário, não é muito reflexivo e não é brilhante, mas é fácil de ver em todas as condições de iluminação e, portanto, é ideal para qualquer coisa onde legibilidade é essencial. O “luster” (também conhecido como cetim ou seda) é uma espécie de meio-termo, ele é brilhante o suficiente, por isso é bom para a reprodução de cores, mas também é bastante prático de manusear e ler.

4) Tipos de papel
Existem várias opções que você tem ao escolher o papel certo para as suas necessidades de impressão. Se você fizer em uma gráfica é mais fácil, você diz o que quer e eles cuidam de tudo para você. Mas se você planeja imprimir os seus próprios cartões, você vai precisar de algum conhecimento básico sobre como escolher o papel certo para a sua impressão. Coloco também como um desafio, achar a gráfica certa para o que você quer/precisa, afinal a maioria das gráficas só tem os papéis mais comuns. Resultado: se você quer algo muito fora do comum e único, certamente vai ser mais difícil de achar quem imprima, e custará um pouco mais.
5) Impressão
Se você estiver imprimindo em casa, o requisito mais importante é verificar se o papel que você terá será compatível com a sua impressora. Impressoras jato de tinta executam bem com a maioria dos papéis, os brilhantes e texturizados inclusive. As impressoras a laser, por outro lado, podem produzir resultados muito bons em papel fosco, mas eles não são adequados para papéis mais brilhantes. Se você optar por usar uma impressora profissional, certifique-se de perguntar que tipos de papéis e acabamentos que eles oferecem.
Mesmo quando se trata de escolher o tipo do cartão, a prática faz a perfeição, por isso não tenha medo de experimentar alguns tipos diferentes antes de fazer sua escolha final. Se você ainda está indeciso e quer ter a certeza de que não vai cometer erros, a melhor ideia é contar com um serviço de impressão profissional e pedir-lhes as amostras antes de passar a impressão real de seus cartões de visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário